Talks de destaque do Agile Trends Floripa 2015

Publicado por Mateus Gabriel Bosa no dia agile, dev

Na última sexta-feira, dia 4 de setembro, ocorreu a primeira edição do Agile Trends em Florianópolis. É um evento de alto nível técnico e inovador com caráter ágil e colaborativo, e nós da Resultados Digitais marcamos presença. Esta foi a primeira edição realizada fora de São Paulo, local onde nasceu o evento, e teve por objetivo o networking e a troca de experiências entre os participantes por meio de temas modernos e tendências da indústria do desenvolvimento de software. O evento reuniu cerca de 200 participantes.

Prezando sempre pelo nosso culture code e sendo um dos nossos valores “Out-Teach”, 7 RDoers participaram do evento podendo aprender ainda mais sobre metodologias ágeis e a realidade de outras empresas.

Fishbowl

Uma das programações do evento foi o Fishbowl, no qual foram disponibilizadas quatro cadeiras, sendo três ocupadas pelos participantes e uma sempre livre. Sempre que um novo participante sentava na cadeira vazia, um dos outros três participantes deveria se retirar.

Nesse formato, rolou uma discussão sobre “Técnicas para Planejamento e Estimativas” na qual a RD participou ativamente com os desenvolvedores presentes no evento. Nesse momento foram discutidos pontos sobre planejamento de projetos, técnicas de planejamento, de como estimar e também de como reduzir as incertezas do projeto.

Luciano Medeiros no Fishbowl

Estruturando um time de design: do unicórnio ao especialista

A Resultados Digitais ainda foi responsável pela apresentação do Trend Talk “Estruturando um time de design: do unicórnio ao especialista” pelas nossas designers Lívia Amorim e Simone Beltrame. Com um formato de talk de 18 minutos e outros 18 para dúvidas dos ouvintes, as palestrantes mostraram os papéis desempenhados pelos designers do nosso time de produto. Elas também mostraram que, mesmo com foco na usabilidade do RD Station e na manutenção dos padrões da UI, nosso processo de solução não deixa de lado nossa agilidade.

Equipe da Resultados Digitais no Agile Trends

Além destas programações que participamos, conversei com outros RDoers que foram ao Agile Trends Floripa e levantei algumas programações que se destacaram durante o evento para nós.

Chega de “tapa na UX”!

Tiago Silva da Silva é professor na UNIFESP e nos mostrou que a experiência do usuário sempre existiu. Porém, ultimamente, com uma crescente demanda, as empresas têm buscado mais sobre o tema para estarem sempre atualizadas. Ele afirmou que qualquer produto possibilita ao usuário uma experiência, positiva ou negativa, independente de ele ser digital.

“É interessante pontuar que UX existe desde sempre, desde que o ser humano começou a utilizar algum objeto para fazer alguma coisa.”

Um dos pontos abordados foi o de que não há como saber o que uma pessoa irá sentir ao utilizar um produto, então não existe exatamente uma forma de como projetar uma experiência afetiva ao usuário. Por isso são criadas algumas características de design que buscam provocar a experiência pretendida no usuário. E o “tapa na UX”? Geralmente se refere a trabalhar a interface com o usuário (UI), porém UX é muito mais que apenas deixar uma interface “organizada e colorida”, existem diversas técnicas e processos para se fazer isso.

Feedback em vez de avaliação de desempenho

Matheus Haddad é co-fundador da Webgoal e apresentou um modelo chamado Feedback Canvas. Segundo ele, a simetria de informações é essencial para uma boa tomada de decisão. Para que isso ocorra, os envolvidos em um processo devem conhecer bem os aspectos relevantes no contexto inserido para acontecer uma boa decisão coletiva. Sendo assim, com o modelo apresentado, temos melhor consciência do impacto de cada um na equipe e fica mais claro onde podemos evoluir.

“A melhoria é refletida na mudança de comportamento e na capacidade coletiva das pessoas em gerar resultados diferentes.”

Exemplo de feedback canvas

Princípios da psicologia e o desenvolvimento de software

Natalia Arsand foi designer de experiência na ThoughtWorks e, atualmente, trabalha para a Booking.com. Ela nos mostrou como que alguns princípios da psicologia podem ser aplicados ao desenvolvimento de software, no que diz respeito à UX.

Um dos tópicos apresentados foi o Efeito do Falso Consenso, ou seja, como as pessoas tendem a achar que as outras percebem as coisas da mesma forma que elas. A talk, cheia de exemplos do cotidiano, deixou muito mais clara a importância da UX no desenvolvimento de software, o que gerou “insights” de como atuar melhor como cliente/usuário.

“Construímos software para pessoas.”

Direto ao Ponto: Criando e Evoluindo o MVP

Paulo Caroli é Agile Couch na ThoughtWorks e defende que para que um projeto ágil seja bem executado, ele deve colocar ênfase nas entregas de valor, de acordo com os objetivos de negócio e as necessidades dos principais usuários.

O que ficou muito claro na sua apresentação é que, diferente da gestão de produto tradicional (e não ágil), o MVP foca no produto mínimo. Dessa forma, “pedaços” menores do produto são validados por meio de iterações rápidas, com o objetivo de que, caso existam falhas, elas apareçam rapidamente (ou fail fast) e possamos aprender com cada nova versão. Isso garante que o projeto está sempre em um direcionamento correto.

Hoje temos muito forte aqui na Resultados Digitais esta cultura do desenvolvimento de MVPs e estamos sempre buscando a melhoria contínua dos nossos processos.

Pessoas não são escaláveis

Anderson Borges é CTO e Scheila Giongo é Team Leader na Conta Azul. Eles apresentaram como o time de engenharia da empresa cresceu nos últimos anos. Eles mostraram como o time cresceu de 8 para 80 pessoas em cerca de 2 anos, com foco na cultura dos colaboradores, identidade dos times e a caminho da construção de times especialistas. Isso provocou uma reflexão de como a agilidade permite que hoje as empresas consigam fazer diferente de modelos de gestão engessados.

Eles têm o BOPE, nós temos o POPE, agora POP. Eles têm os Spartans, e nós os Vikings. Não somente nos nomes dos times, mas foi muito legal saber da semelhança entre as cultura da Resultados Digitais e da Conta Azul. E não só eles, mas durante todo o evento percebemos pelas discussões a semelhança de problemas e soluções encontradas pelas diversas empresas presentes. Isso demonstra uma clara evolução da comunidade ágil.

Conclusão

Foi uma experiência muito boa participar da primeira edição do evento Agile Trends em Floripa. Este foi o meu primeiro evento neste segmento e oportunidade de discutir com especialistas sobre temas de grande relevância para a comunidade ágil.

Pessoalmente, consegui ter muito mais ideia da importância de UX no desenvolvimento de software. E não poderia deixar de destacar a participação ativa da RD no evento, sendo muitas vezes até mencionada em outras programações. Isto mostra como ainda temos muito a compartilhar quando se trata de desenvolvimento ágil.

Mateus Gabriel Bosa

Mateus Gabriel Bosa

Product Operations Analyst

Comentários